Libido, ou desejo sexual, varia naturalmente entre os indivíduos. Ter um baixo desejo sexual não é necessariamente um problema, mas se uma pessoa deseja aumentar a sua libido, eles podem tentar uma gama de métodos naturais eficazes.

Ansiedade, dificuldades de relacionamento, preocupações de saúde, e idade podem todos afetar a libido. Enquanto uma baixa libido não é geralmente problemática, pode afetar as relações de uma pessoa e autoestima.

Neste artigo, nós olhamos algumas das melhores maneiras que os machos e as fêmeas podem aumentar sua libido usando métodos naturais.

Ambos os machos e fêmeas podem aumentar a sua libido usando os seguintes métodos:

Ter altos níveis de ansiedade é uma barreira comum para o funcionamento sexual e libido para ambos os homens e mulheres. Isto pode ser ansiedade devido ao stress da vida ou ansiedade específica relacionada com o sexo.

As pessoas com um horário de trabalho intenso, responsabilidades de cuidado, ou outras tensões da vida podem se sentir fatigadas e, como resultado, ter um baixo desejo sexual com dicas para aumentar libido em homens.

Muitas pessoas experimentam uma calmaria no desejo sexual e frequência em certos pontos de uma relação. Isso pode ocorrer depois de estar com alguém por um longo tempo, ou se uma pessoa percebe que as coisas não estão indo bem em seus relacionamentos íntimos.

Ter melhores experiências sexuais pode aumentar o desejo de uma pessoa para o sexo, aumentando assim a sua libido. Em muitos casos, as pessoas podem melhorar suas experiências sexuais, gastando mais tempo em tocar, beijar, usar brinquedos sexuais, e realizar sexo oral. Algumas pessoas chamam estas ações de “outercourse”.

Para as mulheres, os preliminares podem ser especialmente importantes. De acordo com algumas pesquisas de 2017, apenas cerca de 18 por cento das mulheres orgasmo apenas de relações sexuais, enquanto 33,6 por cento das mulheres relatam que a estimulação do clitóris é necessária para que elas atinjam o orgasmo com a melhor técnica para aumentar a ereção.

Dormir bem pode melhorar o humor geral de uma pessoa e níveis de energia, e algumas pesquisas também ligam a qualidade do sono à libido.

Um estudo em pequena escala em 2015 em mulheres sugeriu que dormir mais na noite anterior aumentava o seu desejo sexual no dia seguinte. Mulheres que relataram períodos de sono médios mais longos relataram melhor excitação genital do que aquelas com tempos de sono mais curtos.

Seguindo uma dieta nutritiva pode beneficiar o impulso sexual das pessoas, promovendo a boa circulação e saúde cardíaca, e removendo alimentos específicos que podem diminuir a libido.

A síndrome metabólica e as doenças cardiovasculares podem afectar o funcionamento sexual físico. Além disso, a síndrome do ovário poliquístico pode afectar os níveis hormonais, o que também pode perturbar a libido.

Comer uma dieta rica em vegetais, baixo em açúcar, e alta em proteínas magras pode ajudar a prevenir transtornos que afetam a libido.

Há pouca pesquisa sobre como os remédios herbais eficazes são na melhoria da função sexual em homens e mulheres, embora algumas pessoas podem achá-los benéficos.

As pessoas devem ter cuidado com a utilização de medicamentos à base de plantas sem a aprovação do seu médico. Alguns medicamentos à base de plantas podem interagir com medicamentos existentes, e a Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos não os regulam. Por esta razão, a sua qualidade, pureza e segurança permanece incerta.

Uma revisão de 2010 de mulheres com diabetes cita pesquisas que mostram que o exercício pode ajudar a diminuir os sintomas relacionados à diabetes em mulheres. O estudo enfatiza que fazer exercícios do andar pélvico pode ser útil em mulheres sem diabetes.

Alguns cientistas ligam o excesso de peso e a obesidade a um baixo desejo sexual, juntamente com outros factores relacionados com a redução da fertilidade. Isto está associado a factores hormonais, tais como concentrações baixas de testosterona.

Algumas pessoas com excesso de peso também podem experimentar efeitos psicológicos, tais como menor confiança corporal.

Manter um peso corporal saudável pode melhorar o desejo sexual de uma pessoa, tanto física como psicologicamente. Comer uma dieta saudável e fazer exercício regular pode ajudar a alcançar isso, bem como aumentar os níveis de energia geral de uma pessoa.

O desejo Sexual é complexo, com componentes psicológicos e físicos. Mesmo quando uma pessoa tem uma condição física que afeta a libido, como a diabetes, melhorando a resposta emocional e psicológica ao sexo pode melhorar a libido e o funcionamento sexual.

A terapia é uma estratégia eficaz para aumentar a libido baixa. O aconselhamento Individual pode ajudar a abordar pontos de vista negativos sobre sexo, auto-estima e causas secundárias de baixa libido, tais como depressão e ansiedade. Aconselhamento de relacionamento pode ajudar algumas pessoas a trabalhar através de fatores que afetam o seu desejo sexual.

Ao lado das terapias falantes, a terapia mindfulness também pode ajudar. Um estudo de 2014 descobriu que apenas quatro sessões de terapia comportamental cognitiva baseada na mindfulness em um ambiente de grupo melhorou o desejo sexual, excitação sexual e satisfação sexual para as mulheres.

Fumar cigarros pode ter um impacto negativo no sistema cardiovascular de uma pessoa. Boa saúde cardíaca é importante para o bom funcionamento sexual.

As pessoas que fumam cigarros podem descobrir que os seus níveis de energia e impulso sexual aumentam depois de desistirem.